SP +55 11 3060 2300
RJ +55 21 2114 4444
DF +55 61 3344 0433

SP 55 11 3060 2300
RJ 55 21 2114 4444
DF 55 61 3344 0433

Facebook

Instagram

Twitter

LinkedIn

Menu
 

Projeto social oferece assistência jurídica gratuita no DF

COVAC SOCIEDADE DE ADVOGADOS > Notícias  > Projeto social oferece assistência jurídica gratuita no DF

Projeto social oferece assistência jurídica gratuita no DF

A Subseção da OAB do Paranoá e o Centro Social João Paulo II deram início a um projeto social em parceria com a Covac Sociedade de Advogados para prestar orientação jurídica gratuita à comunidade carente das regiões administrativas do Paranoá e Itapoã, no Distrito Federal. Além de atender à comunidade com a atuação pro bono de advogados experientes, o projeto também auxilia a iniciação de novos advogados na atividade profissional por meio da Central de Preceptoria Forense (CPF), que objetiva aperfeiçoar a atividade do jovem advogado da região.

“Todo o projeto é coordenado pela Covac Advogados em conjunto com a Subseção da OAB, que oferecem o corpo de advogados e a assistência aos atendidos, seja no sentido de prestar orientação jurídica à população carente, seja no auxílio aos advogados iniciantes da região do Paranoá e Itapoã que tenham interesse em aprender a prática forense e compartilhar conhecimentos”, diz o sócio da Covac, Dr. João Paulo Echeverria, um dos responsáveis pelo projeto.

“Antes os atendimentos eram feitos espaçadamente, sem observar uma ação contínua e planejada, apesar da boa intenção. Agora toda sexta-feira, das 9h30 ao meio dia, na sede do Centro Social João Paulo II, os advogados e estagiários de direito da Covac, aliados a outros profissionais do direito e Comissões da Subseção, ficarão à disposição para orientar a comunidade, fazendo a triagem dos casos e a análise da situação de hipossuficiência dos atendidos, para saber qual o melhor encaminhamento a se adotado”, explica a advogada da Covac, Dra. Janaína Rodrigues.

Além disso, o projeto tem como missão prestar informações e esclarecimentos sobre os direitos dos cidadãos que procuram o Centro Social João Paulo II, bem como orientação e adequado encaminhamento dos atendidos para a rede de assistência jurídica pública no Distrito Federal e órgãos do poder executivo que atuam com políticas sociais.